Vários perfis de liderança podem ser traçados por meio de um serviço de contabilidade em Lauro de Freitas, confira o segundo texto sobre o tema e outros perfis

No nosso primeiro texto da série de perfis que a contabilidade em Lauro de Freitas pode traçar sobre o seu posicionamento  à frente da empresa dentro dos padrões de líderes e chefes que temos, mostramos um paralelo entre líderes cooperativos e chefes centralizadores, do autoritário ao chefe clássico, que tentam abraçar o mundo com medo de que um talento mais competente venha tomar o seu lugar. Nesse segundo texto, vamos traçar mais perfis de liderança que a contabilidade em Lauro de Freitas pode demonstrar quanto ao seu perfil, o perfil da sua empresa e o perfil do mercado em que a sua empresa está.

Marcador de ritmo

O líder marcador de ritmo é o típico líder viciado em trabalho. Os americanos estão acostumados a usar o termo workaholic para se referir a esse tipo de liderança.

O lado positivo é que os líderes marcadores de ritmo tendem a ser motivadores de equipe, e caso gerem empatia em pessoas motivadas por retrospectos, resultados e cumprimento de metas, pode fechar uma equipe empenhada.

Já o lado negativo estão nos excessos, primeiramente o vício pelo desempenho que pode fazer com que o líder acumule horas a fio de trabalho, prejudicando-se em saúde e comprometendo a sua vida social, além da tendência de cobrar a mesma postura dos liderados, gerando conflitos.

É importante que a contabilidade em Lauro de Freitas, ao observar o mercado, os funcionários e o líder, tome medidas que evite a colisão de ideias entre o viciado por metas e resultados e o acomodado, achando um equilíbrio entre as partes, em prol da produtividade da empresa.

Paizão

Tem como costume o bom relacionamento com os seus liderados, assumindo uma postura de conselheiro, apagador de incêndio e agregando ao quesito pessoal em todos os setores do departamento em que ele lidera.

Porém, muito embora o ambiente do trabalho seja o melhor possível com esse tipo de perfil de líder à frente, os resultados podem ser afetados pela falta de críticas construtivas e cobrança.

Por ser mais emocional do que racional, o líder paizão acaba deixando de lado o fator numérico em detrimento do fator humano, o que é um ato singelo, mas que pode colocar tudo a perder no desempenho da empresa. Além do mais, a tendência é ele ficar em cima do muro e não se sair bem na resolução de conflitos.

Ao identificar as falhas do líder paternal na empresa, a contabilidade em Lauro de Freitas precisa atentá-lo quanto a importância e ter a equipe em sua rédia, resolvendo conflitos e gerando resultado, já que apenas saber gerir pessoas não é o suficiente quando falamos do mundo dos negócios.

Treinador

Assim como líder de postura mais paterna, o líder treinador tende também a prezar majoritariamente o relacionamento pessoal, mas, no seu caso, o intuito é visando o desenvolvimento pessoal do liderado.

O líder com características de professor e treinador, geralmente é alguém que preza pelo autoconhecimento e tenta levar isso à sua equipe. Porém, o seu grande problema está em achar que todos os conflitos e obstáculos podem ser desenvolvidos com treinamento e capacitação, como se isso fosse um comprimido que remediasse todos os problemas da empresa, o que realmente pode acontecer, mas curando as dores num curto prazo e não tratando a doença crônica do determinado problema. Um pensamento que frisa a importância do treinamento é sempre bom para agregar em profissionalismo, mas em determinadas ocasiões não pode ser substituído pelo trato pessoal.

Cabe, então, a contabilidade em Lauro de Freitas, ao fazer a observação da postura do líder e dos seus liderados, buscar através do diálogo trazer a medida do treinamento e da pessoalidade para que o líder treinador rompa.

Fale Conosco

Ligue para nós